Boletins
Novidades

Para que serve um indicador? Como obter e como controlar?

O indicador de frequência é uma ferramenta fundamental para que o gestor da empresa possa avaliar o comprometimento do funcionário. Além disso, essa métrica funciona como um guia para que o RH possa buscar caminhos para melhorar a sua gestão. Mas como essa avaliação pode ser feita nos ambientes organizacionais? Confira nesse artigo!

Sem dúvidas, as faltas ou atrasos recorrentes de alguns colaboradores é algo que gera transtornos entre o empregado e o empregador. Essa situação gera dificuldades na hora de acompanhar a carga horária e horas extras desse indivíduo.

Isso também impacta na hora da coleta de informações para o fechamento da folha de pagamento. Dessa forma, processos que precisam ser otimizados e atualizados durante o controle da frequência acabam sendo comprometidos.

Sendo assim, uma das principais aplicabilidades dessa avaliação é conferir os resultados e compará-los com as projeções corporativas realizadas anteriormente.

Por esse motivo, o indicador de frequência deve ser utilizado pelas empresas como uma bússola, ou forma de acompanhar o colaborador e ter uma visão holística sobre suas ações. Por isso, se você saber mais sobre esse tema, confira aqui:

Acompanhe!

Para que serve um indicador?

Um indicador serve para apontar algo ou expressar o desempenho de processos durante um período de tempo, para assim impor novas ações. Além disso, eles estão presentes no nosso cotidiano através dos indicadores abstratos (dados estatísticos) e dos indicadores físicos (faróis, placas, etc).

Além disso, os indicadores sempre servirão para auxiliar as nossas análises sobre determinadas questões. Afinal, eles são guias seguros e eficientes que nos permite ter um olhar mais comparativo, abrangente e técnico. E quando trazidos para o mundo corporativo, eles possuem uma importância enorme.

Para o setor de recursos humanos, por exemplo, é fundamental que seja realizado o acompanhamento dos principais indicadores. Isso porque, sem eles, é quase impossível desenvolver estratégias assertivas.

Sendo assim, para medir a performance dos processos internos e mensurar a produtividade dos funcionários, é comum que as empresas implementem indicadores de RH, ou KPI (Key Perfomance Indicator). Esses instrumentos permitem que o setor de recursos humanos possa avaliar se as atividades desempenhadas e os resultados saíram como foi planejado.

Sabe-se que atualmente, existem cerca de 20 indicadores para RH nos ambientes organizacionais. São eles:

A seguir, vamos focar especificamente no indicador de frequência, objeto principal desse artigo. Por isso, fique atento às explicações para saber como implementar no setor de recursos humanos da sua empresa.

O que é um indicador de frequência de funcionário?

O indicador de frequência do funcionário é uma métrica que serve para que o RH possa avaliar o número de faltas e mensurar a pontualidade do colaborador. O objetivo é identificar o engajamento e compromisso de cada indivíduo dentro das equipes.

A partir daí, a empresa pode entender quais motivos levaram o empregado a faltar ou se atrasar e criar estratégias para mantê-lo motivado. Por exemplo, a organização pode atribuir mais responsabilidades aos empregados que costumam se atrasar ou faltar bastante. Sem dúvidas, essa é uma excelente forma de aumentar a sensação de reconhecimento deles.

Em seguida, o gestor poderá fazer uma análise sobre a produtividade dos empregados. Além disso, os indicadores de frequência possibilitam identificar os conflitos que porventura existam e assim desenvolver um plano de carreira do colaborador, de acordo com o resultado.

Mas você pode estar se perguntando como o indicador de frequência funciona, não é mesmo? Te explicaremos a seguir.

Como funciona o indicador de frequência?

O indicador de frequência funciona com base no cálculo: Presença / Dias de trabalho x 100. A partir daí, é possível saber a quantidade de dias que o funcionário marcou presença na empresa e avaliar a sua taxa de frequência.

Essa mensuração de dados pode ser feita através do controle durante a batida de ponto. Sendo assim, as empresas que utilizam tecnologias como ponto eletrônico conseguem extrair em tempo real os dados daquele funcionário.

Vale salientar que essas informações devem estar ao alcance do funcionário através de um painel ou relatório na intranet, no qual ele possa ter acesso.

É importante também criar uma métrica média, por exemplo 8 ou 9. Ou seja, trabalhadores que estiverem acima dessas taxas faltam pouco. Já os que ficam abaixo faltam com mais regularidade.

Vale dizer que, quando apresentado o atestado médico, a empresa não deve calcular essas taxas. Afinal, ausentar-se para ir ao médico é um direito que está previsto na Legislação Brasileira.

Como o indicador de frequência auxilia no controle de frequência?

O indicador de frequência auxilia o RH no momento de desenvolver estratégias que possam motivar o colaborador. Além disso, essa avaliação ajuda a compreender os motivos pelos quais o funcionário se atrasou.

Por isso, existem algumas questões que devem ser revistas durante uma avaliação de desempenho, tais como:

Há algum conflito interno que tenha gerado desmotivação do funcionário?
O empregado possui algum problema de saúde não informado à organização?
Quais os motivos para as faltas que não foram justificadas?
A pessoa está passando por algum problema pessoal?

A partir daí, será mais fácil fazer um controle da frequência mais eficiente e utilizar as ferramentas tecnológicas de forma mais assertiva.

Qual a importância de um sistema de frequência e os indicadores?

O sistema de frequência é importante para estimular uma gestão interna mais organizada e que respeite as leis trabalhistas. Além disso, o controle da frequência pode garantir ao RH as informações necessárias para que ele faça o fechamento da folha de pagamento corretamente.
Sem dúvidas, essa é uma ferramenta valiosa para a melhoria dos processos internos, da eficiência na gestão de pessoas e do clima organizacional.

O que diz a CLT sobre o controle de frequência?

Segundo o Art.74 da CLT:

“Art. 74. O horário de trabalho será anotado em registro de empregados. (Redação dada pela Lei nº 13.874, de 2019)

§ 1º (Revogado). (Redação dada pela Lei nº 13.874, de 2019)

§ 2º Para os estabelecimentos com mais de 20 (vinte) trabalhadores será obrigatória a anotação da hora de entrada e de saída, em registro manual, mecânico ou eletrônico, conforme instruções expedidas pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, permitida a pré-assinalação do período de repouso. (Redação dada pela Lei nº 13.874, de 2019)

§ 3º Se o trabalho for executado fora do estabelecimento, o horário dos empregados constará do registro manual, mecânico ou eletrônico em seu poder, sem prejuízo do que dispõe o caput deste artigo. (Redação dada pela Lei nº 13.874, de 2019)

§ 4º Fica permitida a utilização de registro de ponto por exceção à jornada regular de trabalho, mediante acordo individual escrito, convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho. (Incluído pela Lei nº 13.874, de 2019)”

Como fazer o controle de obter os indicadores de frequência?

Como já foi dito, existe um cálculo para contabilizar a frequência dos funcionários. Porém, empresas mais modernas costumam utilizar ferramentas como o controle de ponto. Confira a seguir.

Utilize um controle de ponto online

O controle de ponto online é uma das formas mais seguras para que o departamento pessoal possa realizar o controle de frequência dos colaboradores. Esse sistema funciona como um relógio eletrônico, que realiza o armazenamento das entradas e saídas dos colaboradores. Ou seja, tudo ficará registrado no aparelho.

Além disso, toda a memória poderá ser exportada a qualquer momento pelo responsável. Nesse relatório será possível verificar os atrasos, bancos de horas e horas extras. Sem dúvidas, essa é a melhor alternativa para empresas que desejam realizar um controle mais efetivo.

Veja como funciona os indicadores de frequência no PontoTel

O sistema do PontoTel é ideal para o departamento pessoal e gestores de RH que desejam modernizar a sua gestão. Através da ferramenta, é possível realizar o registro de ponto dos colaboradores, de forma simples e acompanhar em tempo real os atrasos e início das jornadas dos empregados.

Além disso, a empresa terá acesso a relatórios e apontamentos com dados elucidativos, que poderão ajudar nas análises internas. Certamente a partir dessas avaliações será possível criar estratégias internas mais eficientes, otimizar as ações internas e reduzir as taxas de faltas e atrasos dos colaboradores.

Conclusão

Você deve ter percebido a importância de utilizar o indicador de frequência na sua organização para realizar uma gestão de pessoas mais eficiente. Por isso, o primeiro passo é fazer um mapeamento das necessidades da empresa e buscar as melhores soluções.

Aliás, uma boa aposta é investir no sistema de controle de ponto do PontoTel. Certamente você fará uma ótima gestão de pessoas com as informações fornecidas por essa ferramenta.

Entre em contato e saiba mais!

Compartilhe em suas redes!

Fonte: PontoTel

O post Para que serve um indicador? Como obter e como controlar? apareceu primeiro em Informativo Empresarial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Abertura de pequenas empresas bate recorde no país

Abertura de pequenas empresas bate recorde no país

Abertura de pequenas empresas bate recorde no país

logo-png-280x120

A Cofins assessoria contábil é referência na prestação de serviços contábeis com histórico de eficiência e competência na consultoria

Receba nosso Boletim

Leave this field blank

Escritório

Organização Contábil Confis S/S
CNPJ 43.049.782/0001-66
Rua Julia Izar, 28 – Tatuapé SP 

CEP 003318-030