Boletins
Novidades

Entrevista assíncrona: Como funciona essa entrevista?

Embora esse método de seleção não seja uma novidade, a entrevista assíncrona ganhou força nos últimos anos.

Esse método se tornou popular durante a pandemia, período no qual as empresas procuraram métodos alternativos para avaliar os candidatos a uma vaga de emprego.

E o que parecia uma tendência passageira parece ter ganhado raízes. Hoje, muitas empresas continuam utilizando esse método de avaliação no lugar da tradicional entrevista ao vivo.

Mas por que isso acontece?

A questão é que utilizar a entrevista assíncrona como método de avaliação também tem vários benefícios.

Para te ajudar a entender o que é, como funciona e quais as vantagens desse tipo de entrevista, neste artigo vamos te explicar as seguintes questões.

Boa leitura!

O que é uma entrevista assíncrona?

A entrevista assíncrona é uma etapa do processo seletivo no qual o candidato deve gravar um vídeo respondendo algumas perguntas.

Esses questionamentos são elaborados pela equipe de recrutamento, que não interage com o candidato durante a gravação do vídeo.

Na prática, as perguntas servem apenas como um guia para o entrevistado, que simplesmente grava as respostas no local e no horário que desejar.

Ou seja, é como se o candidato fizesse uma “autoentrevista”.

Vale lembrar que, esse tipo de entrevista é realizada com base na chamada comunicação assíncrona.

Mesmo que você nunca tenha ouvido falar nesse termo, certamente já utilizou alguma ferramenta de comunicação assíncrona, tais como WhatsApp, Telegram, e-mail, entre outros.

Ou seja, esse é um estilo de comunicação cujas ferramentas permitem que a interação, o diálogo e o relacionamento entre duas ou mais pessoas ocorram de acordo com o tempo disponível das pessoas.

Por isso, a entrevista assíncrona tem um funcionamento bastante particular.

Como funciona a entrevista assíncrona?

Conforme explicamos acima, essa entrevista é realizada dentro de um processo de seleção de novos funcionários.

Para que ela seja realizada, a equipe de recrutamento deve elaborar um questionário com perguntas que permitam a avaliação das características do candidato.

Em geral, as perguntas são elaboradas com o objetivo direcionar o entrevistado para que ele revele mais detalhes sobre suas hard skills e soft skills.

Como a entrevista é apenas uma etapa da seleção, o candidato deve gravar as respostas e enviá-las aos recrutadores dentro do prazo solicitado.

Além disso, o recrutador pode exigir que a gravação seja realizada seguindo alguns critérios.

Por exemplo: ele pode estabelecer a plataforma de gravação, tais como Zoom, Youtube, Google Meet, etc. E o tempo limite de gravação. Por exemplo: o vídeo-resposta pode ter no máximo 10 minutos de duração.

Após ser enviado aos recrutadores, os vídeos devem ser avaliados. Nessa etapa, a análise pode ser feita pelos próprios recrutadores e até por algum software ou inteligência artificial para automatizar o processo.

Depois de serem analisados, é possível definir quais candidatos seguem no processo seletivo e enviar os feedbacks para todos aqueles que participaram dessa etapa.

Vale lembrar que não é obrigatório enviar uma resposta ao candidato.

Porém, essa prática é bem vista e ajuda a melhorar a reputação da empresa, já que essa atitude mostra o cuidado que a companhia tem com seus funcionários.

Por fim, é importante lembrar que esse tipo de avaliação pode fazer parte do grupo de entrevista online assíncrona semiestruturada ou estruturada, já que são utilizadas perguntas pré-estabelecidas.

No entanto, não é possível criar uma entrevista online assíncrona não estruturada, já que as características na comunicação assíncrona impedem esse tipo de interação.

Como a entrevista assíncrona pode otimizar o processo seletivo da sua empresa?

Conforme vimos anteriormente, a realização de entrevistas assíncronas se popularizou durante a pandemia de COVID-19. Em função da necessidade de respeitar o distanciamento social, várias empresas tiveram que buscar alternativas para avaliar os candidatos à distância, dentro de um esquema de recrutamento online.

No entanto, mesmo após o fim das medidas restritivas impostas pela pandemia, muitas empresas continuam investindo nessa entrevista por vídeo sob demanda.

E o motivo para isso é simples: praticidade.

Como o entrevistador não participa diretamente do processo, é possível eliminar os problemas relacionados ao agendamento.

Por isso, o candidato pode responder o questionário quando e onde puder, e o recrutador poderá avaliar quando tiver tempo disponível.

Em resumo, esse modelo de entrevista é mais flexível e ainda permite que o material seja analisado com mais calma, no horário mais conveniente para os recrutadores.

O que é uma entrevista de emprego síncrona?

Já que estamos falando da entrevista assíncrona, é importante lembrar da modalidade de entrevista que ainda é a mais utilizada no meio corporativo: a entrevista síncrona.

Ela é baseada na chamada comunicação síncrona, que é o modo mais comum de se comunicar.

Afinal, os diálogos ocorrem ao vivo, em tempo real, através de uma troca direta e praticamente automática de mensagens entre duas ou mais pessoas.

Por esse motivo, na entrevista síncrona o recrutador ou profissional do RH participa ativamente do processo e conversa com o candidato ao vivo.

Para isso, eles agendam um horário, uma data e um local que for conveniente para essa entrevista.

Vale lembrar que entrevista síncrona não se refere apenas aquelas entrevistas realizadas dentro da empresa.

Hoje em dia é possível utilizar ferramentas que permitam a interação entre os envolvidos em tempo real.

Em função disso, esse tipo de entrevista pode ser realizada via Zoom, Skype, Google Meet, Google Teams, entre outras plataformas.

Até mesmo um telefonema pode viabilizar a interação entre as duas partes.

Mas, se já é possível realizar uma entrevista ao vivo à distância, por que muitas empresas preferem a entrevista assíncrona?

Para responder essa pergunta, precisamos lembrar as diferenças entre esses dois modos de entrevista.

Entenda abaixo:

Qual a diferença da entrevista assíncrona para síncrona?

A principal diferença entre entrevista assíncrona e síncrona está no tipo de contato entre o entrevistador e o entrevistado.

Conforme explicamos acima, na entrevista síncrona o diálogo ocorre ao vivo e de forma direta.

Porém, mesmo que o processo seja realizado através de uma plataforma online, esse método exige que os envolvidos cheguem a um consenso sobre data e horário para o encontro.

Além disso, ainda existe o risco da entrevista ser interrompida por falhas na internet, cujo acesso ainda é precário ou instável em muitos locais.

Em oposição, na entrevista assíncrona o contato é atemporal, ou seja, não depende do tempo e não exige respostas simultâneas.

Por isso, o candidato pode gravar e enviar as respostas no momento que for mais conveniente para ele.

Principais vantagens da entrevista assíncrona

Embora esse estilo de entrevista também tenha suas desvantagens, como o desconforto ao gravar vídeos e a impossibilidade do recrutador fazer perguntas mais personalizadas, a entrevista assíncrona também tem suas vantagens.

Confira abaixo!

Horários flexíveis

Como falamos anteriormente, a grande vantagem da entrevista assíncrona é que ela dispensa a necessidade de agendamento.

Por consequência, os envolvidos não precisam mais manter aquela troca de mensagens até entrarem em consenso sobre quando e onde devem realizar a entrevista.

Processo mais ágil e eficaz

O processo de avaliação dos candidatos também é otimizado. Afinal, recrutadores e profissionais do RH podem avaliar as respostas dos candidatos quando for conveniente para eles.

Além disso, como dissemos anteriormente, é possível agilizar esse processo por meio do uso de softwares de recrutamento e inteligência artificial.

A entrevista pode ser analisada por mais profissionais

Seja por conta de questões logísticas ou de conflitos de agenda, numa entrevista síncrona nem sempre é possível que diferentes membros da empresa participem da seleção.

Como consequência, isso pode provocar erros na seleção do profissional mais adequado para vaga. Mas esse problema não acontece no caso da entrevista assíncrona.

Afinal, o vídeo-resposta de cada candidato pode ser avaliado não só pelos profissionais do RH, mas também pelos gestores e outros colaboradores que vão trabalhar com o novo funcionário.

Redução de custos

Quando a entrevista de emprego é realizada diretamente na empresa ou em outro local físico, o contratante precisa arcar com os custos necessários para manter os profissionais no espaço e até para mantê-lo em funcionamento.

Porém, quando a entrevista de emprego é realizada por vídeo, os gastos com esse processo são eliminados.

Isso ocorre porque o vídeo é filmado diretamente pelo candidato e sua análise não exige nenhuma estrutura especial, a não ser um computador.

Possibilidade de dispensar o candidato que não parece ser promissor para o cargo

Um dos momentos mais delicados enfrentados pelos profissionais de RH é a dispensa dos candidatos reprovados.

E esse processo precisa ser feito, já que os recrutadores são capacitados para avaliar quais profissionais têm potencial para exercer sua função e se adequar ao fit cultural da empresa.

O problema é que, por questões éticas, comunicar a reprovação logo após a entrevista ao vivo não é uma atitude bem vista.

Por isso, mesmo sendo reprovado na entrevista, o candidato só recebe essa notícia depois de finalizado todo o processo seletivo.

Mas isso não precisa ocorrer na entrevista assíncrona.

Após finalizar a análise do vídeo, a equipe pode pausar a avaliação do candidato assim que perceber que ele não se encaixa no perfil que a empresa procura.

Além disso, é possível fornecer o feedback de forma mais rápida e ágil, sem contato direto com o candidato através de e-mail ou de modo automático dentro de uma plataforma de recrutamento.

Como preparar o candidato para uma entrevista assíncrona?

Fazer uma entrevista de emprego por vídeo pode despertar muita ansiedade nos candidatos, o que atrapalha seu desempenho durante o processo.

Por esse motivo, é importante que o RH crie estratégias para preparar os profissionais que serão avaliados para esse momento.

Para isso, recomendamos que o time responsável pela seleção siga as seguintes sugestões:

Comunique os detalhes da entrevista com antecedência. Isso pode ser feito por e-mail ou através de outra plataforma utilizada para recrutamento. O importante é divulgar as perguntas, os critérios que serão avaliados e as regras para gravação de vídeo com antecedência;
Compartilhe um tutorial que mostre como fazer essa entrevista. Levando em consideração que muita gente tem dificuldade para lidar com tecnologias, vale a pena criar um guia com instruções mais práticas para ajudar o candidato a criar o seu vídeo;
Oriente o candidato sobre sua postura durante a gravação. Essa orientação também pode ser incluída no guia ou no e-mail citado acima. Lembre o candidato que ele precisa responder as perguntas da forma mais natural possível. Por isso, além de treinar a dicção e as respostas, ele deve ter cuidado para que o ambiente (local e sons) não o atrapalhem durante a gravação.
Cuidado com a elaboração do questionário. O ideal é que as perguntas realizadas ao candidato sejam diretas e claras, sem deixar margens para interpretações dúbias. Esse questionário pode ser feito em parceria com diferentes profissionais recrutadores e que atuam no RH. Assim, fica mais fácil chegar a um consenso sobre essas perguntas;

Como deve ser feita a análise do candidato após a entrevista assíncrona?

Depois de receber os vídeos dos candidatos, está na hora de avaliar esse material.

Mas como fazer isso? 

Também separamos algumas sugestões para que a equipe de seleção faça a análise dos vídeos-entrevista da melhor forma possível.

Veja abaixo!

Faça a avaliação seguindo critérios pré-estabelecidos. O ideal é que esses critérios tenham sido definidos antes mesmo do início do processo seletivo. Assim, fica mais fácil elaborar as perguntas do questionário e definir como avaliar as respostas;
Peça que outras pessoas avaliem a entrevista. Uma das vantagens desse tipo de entrevista é que o vídeo pode ser avaliado por diferentes membros da empresa. Por isso, aproveite essa possibilidade e peça que outras pessoas, como os gestores e os profissionais do RH, avaliem cada candidato de acordo com os critérios pré-estabelecidos;
Forneça uma pontuação final. Para facilitar a tomada de decisão, os recrutadores podem definir pontuações máximas para cada critério avaliado. Dessa forma, após avaliar os candidatos, basta conceder uma nota (pontos) sobre cada aspecto analisado. No fim, você obtém a nota final sobre cada candidato. Lembrando que se a avaliação for feita por diferentes profissionais, o ideal é calcular a média de notas para definir a nota final de cada candidato avaliado;
Lembre-se dos feedbacks! Após concluir as análises, defina os candidatos que vão passar para a próxima fase da seleção e quais deles foram reprovados. Em seguida, informe cada um deles sobre seu status dentro do processo seletivo.

Conclusão

A entrevista assíncrona é uma excelente alternativa para avaliar os candidatos à distância.

Como vimos ao longo do artigo, esse método continua sendo utilizado por ser mais flexível e prático tanto para os candidatos, quanto para os recrutadores.

Por isso, apesar de suas desvantagens, ele continua sendo utilizado por equipes de RH e recrutadores que desejam otimizar o processo seletivo, tornando a análise dos candidatos bem mais fácil.

Gostou do artigo? Confira outras dicas para otimizar o trabalho do RH no Blog da PontoTel!

Compartilhe em suas redes!

Fonte: PontoTel

O post Entrevista assíncrona: Como funciona essa entrevista? apareceu primeiro em Informativo Empresarial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Blockchain na Saúde: o que é e como funciona?

Blockchain na Saúde: o que é e como funciona?

Blockchain na Saúde: o que é e como funciona?

logo-png-280x120

A Cofins assessoria contábil é referência na prestação de serviços contábeis com histórico de eficiência e competência na consultoria

Receba nosso Boletim

Leave this field blank

Escritório

Organização Contábil Confis S/S
CNPJ 43.049.782/0001-66
Rua Julia Izar, 28 – Tatuapé SP 

CEP 003318-030